segunda-feira, 27 de abril de 2009

Noites Tristes e longas



Longas são as noites
quando sinto a tua presença...
Forte presença que maltrata e fortalece
ainda mais a dor da tua ausência.

Tristes são as noites quando eu sinto
o inebriante perfume do teu corpo
que me faz viajar na imensidão
da saudade que tenho do teu amor.

Meu coração bate mais forte quando sinto,
nessas longas noites,
teus braços envolverem meu corpo
num abraço que não sei se existiu.

E minha alma só encontra consolo
quando sente que a tua
vem confortar meu coração solitário
nessas tristes e longas noites.

9 comentários:

Ernani Netto disse...

Que lindo isso!!!

Me vi em teus versos!

Eu também sinto a falta em longas noites, que só terminam com o juntar das almas!

Bjaum

Xana disse...

Muito bonito querida, o bom mesmo é o sentir :)nada se compara quando se tem ao lado ;)


beijinhos querida

FRAN "O Samurai" disse...

Oi Cris!

Belas palavras! As noites parecem longas quando colocamos a cabeça no travesseiro e sentimos a falta de um amor ao lado.

Difícil dormir com a solidão ao lado.

Beijos.

...EU VOU GRITAR PRA TODO MUNDO OUVIR... disse...

Lindo!"...um abraço que não sei se existiu.."

Perfeito!!!

Beijos!Sonia Regina.

Three Love´s disse...

lindo, lindo, lindo seu poema

muito lindo seu blog, amei!

b.e.i.j.o.s.

.: Phoenix :. disse...

Noites tristes e longas?
Como sei o que é isso!!!
Saudades de montão, moça.
Adoro-te.

Carlos disse...

A felicidade não existe sem os momentos de tristeza. É só uma questão de aproveitar cada momento, e por mai que as noites pareçam tristes e longas a alegria chegará, pode ter certeza disso.
Amodoro-te

UMA PAGINA PARA DOIS disse...

O mar me ultrapassa.
Mas ondas haverão de contar
Aos ouvidos que lá pousarem
Que um dia sonhei no mar.

O céu não vai se importar
Quando eu monge de meu hábito partir.
Mas estrelas enquanto restarem
Hão de lembrar
Que um dia me puseram feliz.

A terra , é fato, há de me subtrair.
Mas a árvore que me deitou raiz
E as cores
Que em meu tempo colhi
Estas eu levo comigo
Ninguém há de tirá-las de mim.

Fernando Campanella

Desejo um lindo final de semana com muito amor e carinho
Abraços Eduardo Poisl

Bill Falcão disse...

É nesses momentos que as noites podem ser longas, mas deixam de ser tristes, Rubi!
Bjooooooo!!!!!!