terça-feira, 17 de fevereiro de 2009

O vestido azul


Em um bairro pobre morava uma garotinha muito bonita.
Sua mãe não era muito cuidadosa e a criança quase sempre se apresentava suja na escola.
Suas roupas eram muito velhas e maltratadas.

O professor da pequena escola ficou penalizado com a situação da menina e pensava:
"Como é que uma menina tão bonita, vem para a escola tão mal arrumada?."
Separou algum dinheiro do seu salário e, embora com dificuldade, resolveu lhe comprar um vestido novo.

Passando em uma lojinha viu um lindo vestido azul que ficaria perfeito naquela linda menina.
Deu o presente para a garota que não se continha de tanta felicidade.
Ele acertara na escolha. Ela ficou linda no vestido azul.

Quando a mãe viu a filha naquele lindo vestido azul, sentiu que era lamentável que sua filha, com aquele traje novo, fosse tão suja para a escola.
Por isso, passou a lhe dar banho todos os dias, pentear seus cabelos, cortar suas unhas...
No final da semana, o pai falou:

"Mulher, você não acha uma vergonha que nossa filha, sendo tão bonita e bem arrumada, more em um lugar como este, caindo aos pedaços? Que tal nós nos arrumarmos também e aproveitarmos para ajeitar a casa que precisa de consertos urgentes?
Você cuida da parte de dentro da casa e eu, nas horas vagas, vou pintar as paredes, consertar a cerca e plantar um jardim."

Em pouco tempo, a casa se destacava na vila pela beleza das flores que enchiam o jardim, e pelo cuidado em todos os detalhes.
Os vizinhos ficaram envergonhados por morar em barracos feios e resolveram também arrumar as suas casas, plantar flores, e usar toda sua criatividade
Em pouco tempo, o bairro todo estava transformado.
E tudo começou com um vestido azul...

Não era intenção daquele professor que acontecesse tais mudanças, ele fez o que podia, fez a sua parte.
Fez o primeiro movimento que acabou levando outras pessoas a se motivarem e a lutar por melhorias.

Será que cada um de nós está fazendo a sua parte no lugar em que vive?
Por acaso somos daqueles que somente apontamos os buracos da rua, as crianças à solta sem escola e a violência do trânsito?
Sabemos que é difícil mudar o estado total das coisas, que é difícil limpar toda a rua,
mas também sabemos que é fácil varrer a nossa calçada.
É difícil reconstruir um planeta, mas é possível dar um vestido azul.

22 comentários:

Franzé Oliveira disse...

Esse negócio de fazer sua parte eu entendo, né? (risos). Faz tempo q vc não me visita, viu? Bjos com carinho.

Gilbamar disse...

Cabe a cada um de nós tomar a iniciativa sem pensar em quem nos seguirá na transformação que poderá ocorrer. O importante é arregaçar as mangas e por mãos à obra fazendo a nossa parte.

Fraternal abraço de Gilbamar.

LUiA disse...

Eiê! Boa noite!
Conhecendo seu espaço agorinha...

Adorei esta história. É uma analogia perfeita da realidade em que vivemos.

Indivudualmente, somos alimentados de pequenas vitórias, em cada passo que damos e, por fim, nos sentimos revigorados e fortes!

Já na sociedade, se cada um fizesse um tiquim que fosse, tudo estaria melhor, com certeza!

Porque a vida e a alegria são simples e o grande barato é a simplicidade!

Abraços de LUiA

Olavo disse...

Belo texto..grande verdade..vamos cada um fazer a parte que nos toca e mudar um pouco o mundo ao nosso redor..é possivel.
|beijos

Tatiana disse...

É realmente preciso fazer algo...
Só olhar não basta.
Cris...está tudo bem?
Beijos

" Minha Vida" disse...

Desafio para voce amiga , obg pelo comentario ,beijosss

Xana disse...

Se cad aum de nós fizer um pouquinho , até que a coisa vai andando, pelo menos ficamos com essa esperança :)
beijocas


*** tens um selo na minha tasquinha, vai lá ;)

Sad Tear disse...

todos deviamos fazer algo... mesmo que seja pouco pode ajudar...

Olavo disse...

Tem selos para vc lá no blog..
Beijos

FRAN "O Samurai" disse...

Oi Cris!

Seu texto foi lindo. Nossa, fiquei aqui a pensar sobre isso e refletir que quando fazemos algo de bom, isso repercute e é uma coisa boa que sempre deveríamos fazer. Eu sempre fiz a minha parte, mesmo sabendo que muitas vezes talvez não fizesse nenhum efeito, mas fazia.

Bela postagem que nos presenteia. É uma coisa pensante!

beijos.

Tyellë disse...

oii...tem presente para você no meu blog. bjus

Sonia Schmorantz disse...

É isso mesmo, antes de falarmos de tudo, é preciso olhar para dentro e ver se tambem estamos contribuindo com nosso silêncio para que tudo permaneça igual, ou se estamos fazendo a diferença
muito bom para refletir
beijos

manzas disse...

A noite adormecia na madrugada
Onde o silêncio sonegava a neblina…
Os charcos se agasalhavam na manta geada
Onde se espelhava a tua imagem cristalina
( poema, chamar por ti )

Tem um selo feito por mim
Para si, no meu blog…
Um resto de uma boa semana
Materializada em harmonia
Com muita alegria
E claro um bom CARNAVAL
Cheio de muita folia…

O eterno abraço…

-MANZAS-

Me permita disse...

Texto muito interessante! Realmente, às vzs um pequeno gesto nosso pode ser algo grande na vida do outro! Esse texto tbm fez me lembrar de um outro: "A vaquinha"! Procure na internet, tem uma moral parecida com o seu! Ah, e adorei a vida! Espero que possamos entrar em contato mais vzs! Obrigado pelo elogio, mineirinha! Bjs

Me permita disse...

"adorei a visita" Bjs

ઇઉFadinhaઇઉ disse...

Olá Cris...
Tem troféu para você lá no meu blog

Beijinhusss

Yasmin Duarte disse...

Tem um selo lá no meu blog pra você, da uma olhadinha lá !
Beiijos :*

Luísa choonps disse...

Todos temos qe fazer o possivel para melhorar, não só o nosso mundo, mas nós mesmos também . Lindo texto ;D

Tô seguindo . .

red-cho.blogspot.com

...EU VOU GRITAR PRA TODO MUNDO OUVIR... disse...

Cris!Lindo texto,é a corrente do bem.Pequenos gestos de bondade levam a grandes concretizações!

Beijos!Sonia Regina.

Philip Rangel disse...

Muito boa mesmo essa analogia...mostra o q vivemos hoje em dia...

bjo

sociologiaparaprincipiantes disse...

Olá. O nosso blog decidiu atribuir-vos o prémio "Este bolg tem o seu quê de interessante". Este prémio é intransmissível e só pode ser atribuído pelo blog: Sociologia e Antropologia para Principiantes, pelo que não o poderão passar a ninguém. Agradecemos apenas que exista um link para o nosso blog.
Visite-nos e pegue-o. Parabéns.

Márcio Ahimsa disse...

Ah, Cris, um vestido azul faz toda a diferença, quando se trata de um começo. Todo começo leva a um fim, que, seguido de outros começos, será bom para todos.

Abraços, querida.