segunda-feira, 5 de janeiro de 2009

Marionete humana


A marionete humana não se importa com nada que está ao seu redor,
nem com ela mesma se preocupa.
Pensa ela ser uma pessoa livre,
liberta de qualquer dominação.
Sempre espera ordens para realizar sua conduta moral,
não é capaz de criar e viver os valores a partir de si mesmo.
Sua ética se resume em apenas uma palavra, escravidão.
Assim vai pela vida a marionete humana.

Marionetes são como espelhos,
pensam o que os outros querem,
refletem em si o querer alheio, e assim,
não vivem sua existência de forma autônoma.
Mas a marionete humana não percebe nada disso, caminha às apalpadelas.
Canta, dança, sorri, aplaude, grita e assisti seu suicídio diário.
É apenas uma espectadora de sua história e não protagonista.
Não há problema nisso para a marionetizinha, escrever a sua história não é algo importante, o que importa é apenas viver.
Viver o viver dos viventes dominadores.

Mas afinal de contas quem será essa marionete humana?
Ela está tentando se encontrar, se conhecer.
Conhecer a si mesmo é tarefa árdua, labuta diária,
já dizia certa música que "trabalhar consigo mesmo é trabalho de artesão".

"Os verdadeiros passos que damos na vida,
são aqueles que damos em direção a nós mesmos..."

34 comentários:

Anita disse...

Gostei do blog =)

Beijinho*

Serena Flor disse...

Passando mais uma vez pra dizer que tem selinho pro teu blog lá no Sussurros, caso queira fique à vontade para pegá-lo quando quiser ok?
Um abraço!

Cris Rubi disse...

Obrigada Anita, volte sempre
bjinhus

Cris Rubi disse...

Obrigada Serena, vou pegar sim claro
Fiquei muito feliz por ter lembrado de mim .
bju grande

Cris Rubi disse...

Bom, escrevo em meu blog o que sinto, o que quero,o que vivo.
Tudo é escrito pra mim, no que quero ser ou acreditar, mas pode ser que venha servir de insentivo para outras pessoas, que se forem humildes o bastante tome a experiência para si.

Serena Flor disse...

Pode e deve minha querida...rsrs
Uma das regrinhas de quando recebemos um selo é que devemos repassar à outros blogs amigos.
E também não esquece de linkar os respectivos blogs ok?
Um beijão e ficou lindinho o selo aqui no teu cantinho!

Pelos caminhos da vida. disse...

Tem selinho la para vc.

beijooo.

Franzé Oliveira disse...

As vezes penso que não seria bom ser uma marionete humana. Deixe explicar. Ao conhecer certas coisas fico indignado com as injustiças que acomete as pessoas simples. Injustiças em todos os níveis. Material, social, educacional e emocional, etc. Como ser feliz sabendo dessas injustiças e não poder fazer nada? Melhor seria ser como essas marionetes. Muitas vezes felizes com seu destino, com sua vida sofrida, dizendo que foi Deus quem quiz assim.Pois desconhece seus direitos, as armadilhas governamentais, religiosas, e seguem repetindo o discurso das autoridades para que fiquem permanetemente nessa situação. Fazendo tudo que os outros fazem. Comendo as sobras, tendo uma educação mediocre, e etc. Reclame, lute e vc verá que seus esforços são praticamente inuteis. A resposta comum é a seguinte: sempre foi assim meu filho, desde que me conheço por gente. Gente? ou marionete? O pior que se vc pergunta vc é feliz? A resposta mais frequente é sim. vai entender? Será que ser feliz é ser uma marionete? Queria ser bobo, queria não saber ler, para ver se eu seria feliz.Queria não compreender nada.será que seria feliz? Essas injustiças me deixam furioso. E alegria desse povo vivendo assim é que mais me irrita.

FRAN "O Samurai" disse...

Oi Rubi!

Vim aqui agradecer por sua visita em meu humilde cantinho e espero que possas voltar sempre à ele.

Vejo aqui um blog de uma pessoa pensante... Isso é bom!

Sobre sua postagem...

É uma pena, mas existem inúmeras marionetes humanas no mundo. Pessoas que deixam de viver suas próprias vidas e perdem sua autênticidade, sua personalidade para viver as sombras de outras que admiram muitas vezes.

Existem dois tipos de pessoas. Os manipuladores e os manipuláveis!

Acredito que essas "marionetes" são pessoas que perderam o sentido da vida, para elas tanto faz como tanto fez, pra quê ser alguém diferente, seguir a maré é tão mais fácil para elas não é mesmo?

Perdem o bem mais precioso que tem que é a sua própria vida.

Adorei sua postagem pois pude refletir com ela... Parabéns!

Visitarei mais vezes esse lugar!

Beijos.

...EU VOU GRITAR PRA TODO MUNDO OUVIR... disse...

Cris!Linda reflexão!!!Pobre marionete,mas ela não tem culpa.O conhecimento mais difícil é aquele que procuramos em nós mesmos e muitas vezes não o achamos...

Beijo,com carinho,Sonia Regina.

R.Vinicius disse...

Cris voltei após longo tempo distante. Volto e encontro teu post muito bem escrito como sempre e me faz pensar. São bons textos assim, que faz pensar de alguma forma, até em formas nada convêncionais. Gostei da forma como fechou seu post. O caminho da vida é um só: o autoconhecimento, descobrimento. Amar e tudo o mais é uma resposta.

Abraço,

R.Vinicius

PROFESSOR CARLÃO disse...

As pessoas que não têm o hábito da leitura, da escrita e da reflexão, como a maioria da população estão cada vez mais representando este papel de marionete! Parabéns pelo texto! Grato pelas visitas! Beijos!

Márcio Ahimsa disse...

Ei Cris,

é complicado esse negócio de sermos marionetes. Hoje em dia, com essa coisa de globalização, sistema totalmente em prol do capitalismo, faz-nos meros marionetes nas mãos ávidas desses setores da sociedade. Porém, toda força emana de nossas mãos, basta sabermos nos conduzir pelo melhor caminho. Podemos dizer não.



Beijos, linda.

Gökhan Something Comic disse...

hello Cris. Hoe are you? Your page very good. You are very beautifull.All beauty is being suitable you.

see you.. gokhancenker@gmail.com

Inspirações disse...

Marionetes! Gostei do post.

Continue assim. E se precisar de um amigo, aqui estou.

inspiracoes.matinais@gmail.com
http://inspiracoesmatinais.blogspot.com

Tatiana disse...

Palavras fortes e verdadeiras!
Sempre bom estar aqui!
Um beijo carinhoso

Xana disse...

Será que muitos de nós já não fomos, durante um tempo, marionetas desta vida?

bjs

Sérgio Franck disse...

Cris, é como a Xana disse. "Será que muitos de nós já não fomos, durante um tempo, marionetas desta vida?"

Muitas de nossas relações são movidas a conveniência infelizmente.

Texto fortíssimo!

Germano Xavier disse...

Venho agradecer tua presença em meu blog, Cris. E desejar que continuemos uma amizade feita de letras e versos.

Muito bom chegar até você.

Um carinho.
Continuemos...

Gleidston dias disse...

O post me lembra sim,as varias pessoas que vive desta forma,manietadas por um sistema que insisti em fazer de uns,seus cobaias,sejamos independente deste sistema coletivo de mentes alienadas e aliadas nos sitesmas.

parabens pela colocaçao, excelente.

big bjss.

ivan alves de lima disse...

gosto da audácia e das relações texto imagem. gosto do vermelho, dos cabelos ruivos. se exponha mais.

Cris Rubi disse...

"Será que ser feliz é ser uma marionete? Queria ser bobo, queria não saber ler, para ver se eu seria feliz" dorei querido amigo Franzé, as vezes isso será necessario, e quem sabe assim naum seriamos felizes.
Obrigada pela visita e volte sempre
Grande beijo

Cris Rubi disse...

Obrigada Fran, volte mesmo, adorei sua visita,
Tudo de bom pra ti!
bjinhus

Cris Rubi disse...

Sônia, "O conhecimento mais difícil é aquele que procuramos em nós mesmos e muitas vezes não o achamos" essa mé a mais dolorosa verdade.
bjinhus amiga

Cris Rubi disse...

Vinicius, obrigada
Senti sua falta.
Volte mais vezes
grande beijo

Cris Rubi disse...

Obrigada professor, volte sempre
bjus

Cris Rubi disse...

Márcio, entendeu direitinho o que quis saber,essa é a verdade, todos temos sido marionetes do sistema, tô fore rsrs
bjinhus
volte sempre

Cris Rubi disse...

"inspiraçoes" obrigado pel amizade, vou me lembras disso.
bjaoooooo

Cris Rubi disse...

Tatiana,é sempre bom estar ai tbm.
Se cuida moçah.
bjus carinhosos

Cris Rubi disse...

Maizinha Xana, sim , todos nós já fomos marionetes alguma vez na vida,e alguns de nós ainda somos, precisamos nos libertar.
bju grande

Cris Rubi disse...

Sergio, e verdade, infelizmente temos relações assim.
Tá sumido hein, senti sua falta.
bjus

Cris Rubi disse...

Germano, muito obrigada!!
Muito bom chegar até você também.
Continuemos(2)....
bjus

Cris Rubi disse...

Gleidston, inteligente interpretação, pegou o que quis passar.
Bjinhus

Cris Rubi disse...

Ivan, obrigada por gostar do meu "vermelho"
Quanto a me expor mais, as palavras exponhem tudo o que sou e o que desejo ser.
volte sempre!!
grande beijo