sábado, 3 de janeiro de 2009

O pó dos dias.


O trabalho, os amigos, os amores insatisfeitos, a rotina que nos engole.
São as crianças e o casamento, os pais e os irmãos, os sonhos, e mais até.
Fica no ar, cola-se a nós.
O pó dos dias leva a que imaginemos que a vida corre por si.
Sem que precise de um mestre de costa ou de um homem ao leme.
Faz das pessoas vultos, e parece tornar opaco o nosso querer.
Obriga-nos a lamentar, quase para sempre, o quanto desejávamos transformar o pó dos dias numa manhã de sol, se pudéssemos,é claro.
Nem sempre querer é poder.
A diferença está entre querer...
e acreditar que se pode.
Sempre que acreditamos, os milagres acontecem.
E aquilo que falta a quem quer e não pode é um” vai que eu olho por ti”.
Alguém que nos tenha dado suprema bondade de acreditar naquilo em que acreditamos, e de querer o que nós queremos, que transforma o querer em poder.
Todos nós precisamos de uma âncora para que os milagres aconteçam e, assim, se vença o pó dos dias.
E talvez seja isso o que a vida tem de mais desconcertante:
Não são os ventos nem as marés, só as âncoras, que nos permitem navegar.

17 comentários:

Bia disse...

"Não são os ventos nem as marés, só as âncoras, que nos permitem navegar".
Amei isto, moça! que lindo...me fez pensar ainda mais!
tão terno...tão bonito...vibrante!
bjos, de cá!

Gleidston dias disse...

Um excelente texto para refletir a nossa volta,parabens moça.

desejo a voce um excelente 2009.

big bjss!!!

Branca disse...

muito bonito o texto... vamos moldando nossa vida às escolhas que fazemos...
Bjo carinhoso pra ti,
Branca.

Delfim Peixoto disse...

Poesia em prosa. Gostei

Sérgio Franck disse...

Cris, gostei bastante de tudo o que foi dito neste texto. Um dos melhores seus.

Paz!

...EU VOU GRITAR PRA TODO MUNDO OUVIR... disse...

Cris!A renúncia e o não poder fazem nossos barcos navegarem e é navegando que o pó se desfaz...o que nos prende é o que nos enriquece enos dá mais vontade de viver>

Lindo texto!!!

Beijo,Sonia Regina.

Xana disse...

"Querer não é poder. Quem pôde, quis antes de poder só depois de poder. Quem quer nunca há-de poder, porque se perde em querer."

Fernando Pessoa

Agarra-te a essa âncora de ideais, mas não queiras muito, que te podes perder. beijo

Tatiana disse...

Vou ler e reler... pois tocou fundo a minmha alma!
Uma semana maravilhosa para você!
Beijinhos

Cris Rubi disse...

Amiga Bia, fico feliz que tenha gostado.
bju grande

Cris Rubi disse...

Gleidston
Obrigada, feliz 2009 pra ti tbm
bjinhus carinhosos

Cris Rubi disse...

Obrigada amiga Branca
se cuidah moçah
grande beijo

Cris Rubi disse...

Delfim, obrigada, volte sempre
bjus

Cris Rubi disse...

Amigo Franck, que bom te ver de volta
saudadi
amodoro-te

bjinhus

Cris Rubi disse...

Sonia, "navegando que o pó se desfaz" gostei.
Obrigada amiga.
bjinhus

Cris Rubi disse...

Maezinha Xana, sempre seguindo seus conselhos.
Amo-te
bjinhus

Cris Rubi disse...

Tatiana, Leia e releia quantas vezes achar necessario e reflita sempre com a mente eo coração.
bjinhus

Ly disse...

Olá!!!
Adorei esse seu cantinho virtual, e adoro esse texto. É do psicologo português Eduardo Sá, não é? Faz parte do livro "Chega-te a mim e deixa-te ficar" que eu estou lendo, por isso reconheci o texto. Acho que são palavras brilhantes. Principalmente a última frase! :-) E engraçado que eu estava mesmo preparada pra postar esse texto no meu blog agora, e antes de começar a digitar o procurei na net, pra evitar ter que digitar tudo! E acabei encontrando esse seu cantinho virtual.
Muito prazer!
Beijinhos!
ASS: A Viajante
http://aviajante.zip.net