quinta-feira, 11 de dezembro de 2008

Socorro


Socorro, não estou sentindo nada
Nem medo, nem calor, nem fogo,
Nao vai dar mais pra chorar
Nem pra rir
Socorro, alguma alma, mesmo que penada,
Me empreste suas penas
Ja nao sinto amor nem dor,
Ja nao sinto nada
Socorro, alguem me de um coração,
Que esse ja nao bate nem apanha
Por favor, uma emocao pequena,
Qualquer coisa
Qualquer coisa que se sinta,
Tem tantos sentimentos, deve ter
algum que sirva
Socorro, alguma rua que me
de sentido,
Em qualquer cruzamento,
Acostamento,
Encruzilhada.

3 comentários:

AVENIDA TRES # 236 ENTRE GRAL PIÑA Y H. CABORCA JESÚS GARCÍA, HERMOSILLO, SONORA, MÉX. disse...

hello, deseo lo mejor para tí, God bless you...

Cris Rubi disse...

Amén, gracias, deseo lo mejor para usted

Xana disse...

Não sei como existem pessoas neste mundo que conseguem não ter sentimento algum.É muito estranho e mete medo...
Eu entraria em pânico como no teu poema.